O problema do superficialismo.



O que é a beleza?
Hummm... Ai esta uma pergunta difícil. Não vou pesquisar ou ir à Wikipédia, vou responder com minhas palavras. Beleza, para mim, é um conjunto de traços que se combinam para criar um visual agradável para quem olha. Isso mesmo, a beleza depende de quem olha. Quando um menino olha uma menina o cérebro dele vai automaticamente balancear os defeitos e as qualidades chegando à conclusão se aquela pessoa é bonita ou não. Ou seja, uma pessoa bonita é aquela que tem (para quem a visualiza) mais perfeições do que imperfeições.
O problema do superficialismo.
Como já dito lá em cima em um primeiro olhar nós somos capazes de julgar se uma pessoa é atraente ou não. Mas essa avaliação é suficiente para determina se aquela pessoa lhe agrada? Eu acho que não. Uma pessoa pode oferecer mais coisas do que uma aparência. O mundo é mais do que um simples conjunto de traços singelos. As pessoas pensam, falam e têm sentimentos. Ser superficial é um mal, as pessoas oferecem mais que a aparência durante um relacionamento. O amor esta por trás de qualquer superficialidade, ele é soberano e reina acima de qualquer coisa. Afinal, grandes amores existem por trás de um rosto, existem em um coração.
Por que apelar tanto para um corpo quando o que importa esta um pouco depois disso? Coisas fúteis não são verdadeiras e seu coração vai sofre muito se você colocar beleza acima de sentimentos.
Até hoje eu me perguntava o porquê da extinção do romantismo, mas finalmente cheguei a uma conclusão. O capitalismo nos fez o favor de injetar um modelo de beleza na mente de cada um e perto desse modelo a expressão sentimental é algo dispensável. No nosso tempo a beleza passou de uma qualidade para algo extremamente supérfluo e radical.
Sim, isso é a verdade. Isso explica a busca doentia de varias garotas pela beleza e o senso crítico cada vez mais defasado dos jovens. Se uma jovem vê em todas as capas de revista uma magricela acenando e percebem que essa magricela recebe grande atenção dos garotos, elas entendem que querem ser como aquela modelo. Por isso a bulimia é tão ativa na sociedade atual. Viva por você e não por um modelo fútil.
Uma simples solução.
Diferente dos problemas políticos e religiosos, esse tem uma solução simples e individual. Cada um deve parar e pensar sobre os prazeres da vida. Será mesmo que aquela menina irá me fazer feliz por que é bonita? Ir a uma festa e ficar com quinhentas meninas irá de algum modo me servi de algo. Apesar de a sociedade fazer de tudo para manter seu circulo vicioso a chave está em nossas mãos e a cada segundo temos uma chance de liberdade. Boa sorte.

(Gosta de escrever? Nos envie seu texto: escritorloucoecia@gmail.com)


Participe de nossa comunidade:


Create
your own banner at mybannermaker.com!

14 comentários:

Weiss 6 de setembro de 2009 12:54  

Seu ponto de vista.
O meu, muito mais insano, diz que é tudo hipocrisia.
Amor é utilidade, mentira apreciável.
Superficialidade também.
Todos ficamos velhos e horríveis.
Tudo é orgasmo e empulhação a morte.

Rogerio 6 de setembro de 2009 13:01  

Parabéns pelo ponto de vista. ^^'

renata menezes 6 de setembro de 2009 17:10  

Beleza é ponto de vista, não adianta ser discutido.

Grasi Rocha 6 de setembro de 2009 17:29  

Foi bom ler este texto sobre a beleza, pois ultimamente me pego pensando o que faz uma pessoa a fazer certas coisas que não a fara bem, por conta da beleza. Será que está tal beleza esta acima de tudo? Do se sentir bem, do ser quem realmente é. É complicado, mas gostei do texto e do ponto de vista, é bem aprecido com o meu.

Rogerio 6 de setembro de 2009 17:42  

Minha querida renata, não discuto a beleza em si e sim o modo como esta sendo super valorizada na atualidade;

Anna Biah 6 de setembro de 2009 17:50  

Você acabou de explicar tudo o que eu sempre quis dizer e nunca consegui. Parabéns, eu realmente AMEI o seu blog.
Muito sucesso, você merece.

Marie 6 de setembro de 2009 18:00  

adorei! eu penso exatamente, msm a sociedade impondo um padão específico de beleza, cada um olha de uma forma.
Quando estamos apaixonados, por exemplo, vemos a pessoa como a encarnação da mais pura beleza e perfeição, no entando, quando nos 'desapaixonamos' pensamos: "como pude ver tal pessoa de um jeito, agora parece tão diferente..."
Adorei seu blog, vou seguir!
dá uma olhada no meu! http://sangueegostosuras.blogspot.com/

Fred Schubert 6 de setembro de 2009 18:04  

Muito bom, disse tudo!

gostei muito do blog.

Renan Sparrow 6 de setembro de 2009 21:32  

É uma coisa que varia de pessoa pra pessoa.
Pessoas "bonitas" também têm conteúdo.
Pessoas "feias" também têm conteúdo.

As vezes também é uma questão de encontrar um observador que admire você.

www.renansparrow.blogspot.com

RoxMAster 7 de setembro de 2009 05:06  

ta afim de uma parceria ?

http://counterstrikebsb.blogspot.com
visite e add nosso banner !
abras
contato : luizintnt@gmail.com

Lívia 7 de setembro de 2009 08:01  

Muito bom Rogerio! Concordo que a sociedade está criando um modelo de pessoa, digamos, "in", baseado só na beleza, onde muitas vezes, pessoas que têm potenciais surpreendentes são perdidas por não ter essa beleza idiota. E, para piorar, nós, os seres humanos, somos influenciáveis e acreditamos nesse padrão feito uns retardados.

Twiggy-Booh 7 de setembro de 2009 12:36  

Hum.. Legal interessante. Gostei do seu ponto de vista. Parabéns

Aníbal 8 de setembro de 2009 18:34  

A beleza é subjetiva, mas a feiúra é certa. Quem é feio, é feio.

Anônimo 8 de abril de 2010 13:38  

beleza é o que nós queremos que seja belo,não um padrão.A industria da moda e cosmeticos que querem dar padrão a beleza !!!!

Postar um comentário

Frase da semana:

"Os erros de grandes homens... são mais fecundos que as verdades de pequenos." (Friedrich Nietzsche)

Você é o leitor número:

Nossa versão em Inglês: